Vista parcial da cidade em 1906

Histórico da Cidade

 

Diversas pesquisas fazem os historiadores acreditarem que Piraju teve seu início por volta de 1800 (*), pelo fato de existir ali uma estrada que atravessava suas terras e que servia de acesso de viajantes para diversas localidades da região. Como ponto de passagem e graças à fertilidade de suas terras, diversos colonos foram alí se estabelecendo, tomando posse e construindo as primeiras moradias a partir do ano de 1859. O lugar já era conhecido como Tijuco Preto, quando ocorreu o ato de doação das terras ao Patrimônio de São Sebastião, tornando-se depois "São Sebastião do Tijuco Preto". A doação foi feita por três famílias: Joaquim Antonio de Arruda, João Antonio Graciano e Domingos Faustino de Souza. A capela ficou construída na confluência de três posses. 

A denominação "Tijuco Preto" vem da expressão do Guarani TEYQUÊ-PÊ, que significa "caminho de entrada". Em 29 de agosto de 1872 foi instituído canonicamente com a denominação de "São Sebastião do Tijuco Preto", pertencendo então ao município de São João Batista do Rio Verde, hoje Itaporanga, sendo elevada à Freguesia com o mesmo nome, pela Lei n.o 23, de 16 de março de 1871 e a Município pela Lei n.o 111, de 25 de abril de 1880. Em 1891, atendendo ao pedido da Câmara Municipal de Tijuco Preto, o Governo da Província concedeu o nome de PIRAJU ao município, nome esse que vem do Tupi-Guarani, e significa "peixe amarelo", devido a grande quantidade de peixes dourados na região. Como o Município foi instalado em 10 de janeiro de 1881, sendo criado com a Freguesia de São Sebastião do Tijuco Preto (Piraju), quando a primeira Câmara Municipal tomou posse, presidida por Cândido José dos Santos (na época o presidente da Câmara era o administrador da cidade). Posteriormente foram incorporados ao Município os distritos de Fartura, Sarutaiá, Manduri, São Bartolomeu, e Tejupá. A Comarca de Piraju foi criada pela Lei n.o 80, no dia 25 de agosto de 1892.

( saiba mais sobre a história aqui )

 

(*) Apesar da estação de ferro de 1906, situada em uma das entradas da cidade, indicar que ali foi um pólo importante no período áureo do café, não dá para perceber que a ocupação daquelas terras aconteceu muito antes da chegada dos imigrantes. Existem muitos vestígios de índios que a habitaram na região de Piraju há mais de mil anos. Por causa disso foi criado o Projeto Paranapanema e o Centro de Pesquisas Arqueológicas em Piraju. O Intuito é recompor os vários cenários de ocupação humana, da pré-história até os dias de hoje. A idéia é lembrar aos pirajuenses a sua história.

Assista o vídeo com várias fotos antigas da cidade

Visitas

ZecaGarcia

Estância Piraju

By ZecaGarcia - e-mail zecagarcia51@gmail.com